Select Page

Foram homenageados os mesatenistas santistas Afonso Valente, Nelson Rico, Roberto Ramirez e Márcio Tovar por terem integrado há 50 anos, a equipe do Brasil na categoria Infanto-Juvenil, consagrando-se campeões Sul Americano, em São Paulo. A conquista inédita se deu no dia 08 de agosto de 1971.

O evento aconteceu com número limitado de atletas e seguindo todos os protocolos da Organização Mundial da Saúde (OMS).

A lei municipal foi criada a partir de uma sugestão do ex-mesatenista Márcio Tovar ao vereador Ademir Pestana que prontamente elaborou um projeto de lei. A escolha da data refere-se a abertura do XXIII Aberto do Brasil de Tênis de Mesa da Federação Internacional que ocorreu no dia 8 de agosto de 2013.

Segundo Tovar, Santos é referência para o Brasil na modalidade esportiva de Tênis de Mesa desde a década de 30 e um celeiro de esportistas de alto nível. Para Ademir, isso justifica a oportunidade de poder homenagear grandes clubes e associações, em especial todos os mesatenistas que ajudaram a elevar o nome de Santos no cenário Nacional e Internacional. O parlamentar também destina emenda parlamentar em apoio ao evento.

Conquistas – O município já conquistou 29 títulos em Jogos Regionais, nas categorias: masculino e feminino e obteve 24 títulos em Jogos Abertos do Interior e ainda foi base da Seleção Paulista e Brasileira em todas as categorias.

Grandes equipes foram formadas na cidade, como o Esporte Clube Senador Feijó (1969), o Pasteur Futebol Clube (1973), Centro Espanhol de Santos, Academia Afonso Valente e atualmente, o ADC Estrela de Ouro.

Circuito mundial

Nos anos de 2012 e 2013, a cidade sediou uma das etapas do Circuito Mundial de Tênis de Mesa da Federação Internacional divulgando para o mundo a tradição da cidade na modalidade.

Conforme Márcio Tovar, Santos tem uma história marcante no esporte e o tênis de mesa tem trajetória por possuir grande número de praticantes e esportistas com destaque no ranking paulista e brasileiro.