Select Page

No início do século XX, entre as ações reivindicatórias dos trabalhadores em seus sindicatos estava presente a luta contra o alcoolismo, que vicejava entre aqueles explorados construtores do porto. Decerto não gerava os prejuízos sociais e humanos de hoje, o que torna a questão um grave problema social que se expandiu para todas as classes. Um problema que exige a ação do Poder Público para, senão eliminar, ao menos atenuar os graves efeitos desse vício que destrói famílias e seres, propriedades e bens, que prejudica a produção e o trabalho.

O alcoolismo é um mal que aumenta as internações e dispêndios estatais com tratamentos, neste país que tem os maiores índices mundiais de bebedores. É por tudo isso que estamos apresentando o Projeto de Lei que cria a SEMANA DE PREVENÇÃO AO ALCOOLISMO, no exemplo da cidade de Diadema – cidade em que a adoção de medidas contra o alcoolismo obteve bons resultados -, de 18 a 25 de junho, na senha da ação agora encampada pelo ministro da Saúde José Gomes Temporão como o prioridade.