Select Page

Na sessão do dia 1º de outubro, o vereador Ademir Pestana (PSDB) saiu em defesa da classe trabalhadora vítima da crise econômica que o País enfrenta. Ele apresentou uma Moção de Apoio aos mais de 300 funcionários da empresa Ecoporto Santos demitidos de junho até o último dia 30, com perspectiva que o número de desligamentos ultrapasse os 400. Os trabalhadores lotaram as galerias do Plenário Oswaldo De Rosis para acompanhar o pronunciamento do vereador além de outros parlamentares que subscreveram a Moção apresentada por Pestana.

De acordo com o Sindicato dos Empregados Terrestres em Transportes Aquaviários e Operadores Portuários de São Paulo (Settaport), a demissão que se desencadeou representa uma redução de 50% no seu efetivo. O presidente do Settaport Francisco Nogueira, Chico usou a tribuna da Câmara para se manifestar. Disse que tentou de todas as formas garantir os empregos, aceitando a redução de salários, remanejamentos, mas não houve acordo. No dia 30 de setembro, os trabalhadores se reuniram em assembleia para deflagra uma greve geral.

O documento apresentado pelo vereador Ademir Pestana foi encaminhado ao Tribunal Regional do Trabalho na região, Ministério Público do Trabalho, Conselho Sindical Regional da Baixada Santista, Litoral Sul e Vale do Ribeira (CSR) e para o Terminal Ecoporto Santos. Em seu discurso, Ademir Pestana disse que não se pode ignorar os efeitos da desastrosa política econômica que vem sendo praticada pelo Governo Federal.