Escolha uma Página

As praias que tornam Santos um dos principais destinos turísticos do Estado de São Paulo estão ameaçadas pela erosão. A força das ondas e das marés está encurtando as faixas de areia de praias tradicionais, como a Ponta da Praia. Preocupado, o vereador e líder do Governo no legislativo, Ademir Pestana (PSDB) apresentou requerimento na sessão do dia 30 de novembro, solicitando estudos para a construção de uma piscina oceânica na faixa de areia que fica encoberta pela alta da maré, até ao canal 6.

Segundo o vereador, a inundação de áreas costeiras da zona sudeste da cidade causada pela combinação da elevação do nível do mar com ressacas, marés meteorológicas e astronômicas e eventos climáticos extremos, pode causar grandes prejuízos, se não forem implementadas medidas de adaptação. “Não podemos deixar nossas praias expostas às variações da natureza”, disse.

Ademir acredita que a construção de uma piscina oceânica, serviria como uma barreira de contenção para as ressacas, que costumeiramente invadem a avenida da praia, destruindo o que está a sua frente. O requerimento foi anexado de uma ilustração a exemplo da Piscina Oceânica de Cascais/Alberto Romano que é um equipamento de pequenas dimensões construído pela junta de Cascais com acesso fácil e gratuito.